Fev 27

Unimontes e Prefeitura de Pompéu acertam detalhes para conclusão do prédio da Escola Técnica

Serão oferecidas 1.200 vagas para cursos técnicos.

A Universidade Estadual de Montes de Montes Claros (Unimontes) e a Prefeitura Municipal de Pompéu estão em fase final de ajustes para a conclusão e entrega do prédio do Programa do Brasil Profissionalizado, programa do Governo Federal, por intermédio do Ministério da Educação/Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), do Governo do Estado de Minas Gerais, através da Unimontes e das Secretarias de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e da Educação, e da Prefeitura Municipal.

Os ajustes finais foram definidos em reunião, quarta-feira, entre o reitor da Unimontes, professor João dos Reis Canela, e o prefeito de Pompéu, Ozéas da Silva Campos, no Centro Administrativo de Pompéu, contando, ainda, com a participação do pró-reitor de Planejamento, Gestão e Finanças da Unimontes, professor Roney Versiane Sindeaux, do engenheiro Sandro Frederico Gomes Martins, da secretária municipal de Educação de Pompéu, Fabiana Moura, do Secretário Municipal de Infraestrutura, Planejamento Urbanístico, Serviços Urbanos e Transporte, Fernando Faria Costa, e de técnicos da Prefeitura.

O prefeito Ozéas da Silva Campos destacou que o município iniciará as obras para a construção da rede de esgotamento sanitário, assim que conseguir autorização do Departamento de Estadas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG), já que a obra passará pela rodovia estadual. “Estive reunido com os representantes do DER e conseguimos um indicativo da autorização para iniciar as obras”, disse o prefeito, ao completar que a Prefeitura também providenciará o asfaltamento da via de acesso até o prédio da Escola do Brasil Profissionalizado.

VISITA

Depois da reunião, o reitor, o prefeito e comitiva visitaram as obras, que estão em fase final. O prefeito destacou a importância da obra que mudará o perfil técnico daquela região, oferecendo 1.200 vagas para cursos técnicos, a serem gerenciados pela Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais. O reitor da Unimontes observa que a construção das escolas é um esforço republicano das três esferas governamentais (federal, estadual e municipal) com o objetivo de garantir a ampliação da formação técnica em Minas Gerais, melhorando os índices educacionais e permitindo aos jovens uma ferramenta eficiente para entrar no mercado de mercado, cada vez mais exigente.


A Unimontes gerencia a construção de 13 unidades em Minas Gerais, atendendo os municípios de Bocaiúva, Brasília de Minas, Espinosa, Grão Mogol, Ibirité, Janaúba, Joaíma, Lagoa Santa, Manga, Monte Azul, Pompeu, Taiobeiras e Unaí.  Cada unidade escolar terá 18 espaços educacionais, sendo 12 salas de aula e seis laboratórios básicos; auditório, biblioteca, refeitório, área de vivência, quadra coberta e dois grandes laboratórios técnicos.
FONTE: www.unimontes.com.br28238788_2233122890034883_1749599835220097697_o.jpg28424329_2233123073368198_4540808898049030351_o.jpg28337845_2233122860034886_5967547609520424203_o.jpg28336043_2233122883368217_4232865946238248629_o.jpg






Notícias mais lidas